O Impacto do Exercício Físico em pessoas diabéticas   Recently updated !


A adoção de hábitos de vida saudáveis, com a prática regular de exercício físico, são essenciais para a prevenção e controlo da Diabetes.
Qual a importância da prática de exercício físico na diabetes?
A atividade física é muito importante e, a partir do momento em que esta seja iniciada, a pessoa sedentária e com diabetes mellitus terá muitos benefícios. A dose de insulina diária ou o número de comprimidos pode ser reduzida por efeitos da atividade física.
A atividade física aumenta a sensibilidade das células à insulina, ficando esta mais eficiente. O excesso de glicose também pode ser reduzido com a atividade física e, em poucos meses, começar a observar-se uma redução da HbA1c (marcador do metabolismo do açúcar nos últimos três meses).
A atividade física regular é indispensável. E associando-se ao planeamento adequado da dieta e das refeições fracionadas ao longo do dia, à medicação e à diminuição da ansiedade e/ou depressão e do stress, esta apresenta bastantes reflexo na qualidade de vida de um indivíduo.
Neste sentido, quais os principais benefícios e quais os exercícios mais indicados?
As crianças com atividade física de pelo menos uma hora ou mais diárias podem ter vários benefícios para a saúde. A atividade física também é importante para o bemestar geral e pode ajudar em muitas outras condições de saúde, como por exemplo, ajudar a perder ou manter peso, melhorar a hipertensão arterial e as dislipidemias associadas à diabetes, diminuindo deste modo o risco de enfarto cardíaco e de AVC, aliando-se à melhoria da irrigação do sangue arterial a todo o corpo.
Nas pessoas idosas e com diabetes, há um aumento da função muscular. As
articulações são mais flexíveis e desenvolve-se uma tendência para a redução da perda de massa óssea associada à idade e às hiperglicemias.
A prevenção de quedas pode ser consequência do benefício de uma melhoria da função muscular.
A atividade física e os exercícios mais indicados em pessoas com diabetes mellitus são os aeróbicos como a marcha, pelo menos 30 minutos diários ou uma hora e 3 a 4 dias por semana. Usar escadas e não o elevador – pelo menos para descer -, a natação, a dança e a bicicleta também são bons exercícios.
Os exercícios de resistências como levantar pesos e os de alongamento tendem a aumentar as massas ósseas e muscular.
Quais os principais mitos associados, neste contexto, à prática de exercício físico e que importam esclarecer?
A criança com diabetes pode efetuar atividades desportivas. Um mito que terminou! A verdade é que alguns atletas de alta competição têm diabetes mellitus tipo 1, o que não os impede de estarem nos eleitos de tais desportos.
A atividade física é fundamental, mas o desporto profissional é dispensável, no entanto nada impede que a pessoa com diabete mellitus seja praticante profissional de desporto, caso não exista qualquer défice físico que contraindique tal prática.
Para além da prática de exercício físico regular que outros cuidados devem os doentes ter? Quais as suas considerações finais, no que diz respeito a esta matéria?
Um estilo de vida saudável é muito importante para aumentar a longevidade com boa qualidade de vida.

Autora
Sofia Esteves dos Santos – Balance Club

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.