Asma e exercício físico


por Dra Sara Correia – Farmacêutica da Farmácia Caldense

“O meu filho é asmático, poderá praticar desporto?”

Asma e exercício físico

Cada vez mais se conhecem as vantagens da prática regular de exercício físico, por isso a atividade desportiva é, regra geral, aconselhada na criança asmática. Como em tudo há situações em que se deve evitar – no decurso de uma crise, durante picos de poluição, por indicação do médico assistente, ou em dias com temperaturas muito baixas, em que o ar está muito frio, e se a criança for ainda alérgica ao pólen, deve evitar fazer treinos ao ar livre durante a época polínica, sobretudo nos dias quentes e ventosos.

Assim, a criança asmática deve ser encorajada a praticar exercício físico, desde que se obedeça a algumas precauções:
– Fazer um aquecimento prévio e progressivo de 10 a 15 minutos e terminar também de forma gradual;
– Tomar, se indicado pelo médico assistente, medicação broncodilatadora 10 a 15 minutos antes do exercício, o que lhe dará um intervalo de 2-3 horas sem sintomas. Estes mesmos medicamentos também são utilizados em SOS para alívio dos sintomas de asma, por isso é necessário ter sempre consigo a medicação;
– Fazer sempre inspiração nasal, tendo como objetivo aquecer e humidificar o ar inspirado. Se o ar que entra nos pulmões estiver frio e seco estes vão perder água e calor, o que pode provocar um broncoespasmo, isto é, um aperto dos brônquios. Adicionalmente, os brônquios podem reagir, produzindo muco e ficando inflamados. Se um indivíduo tiver rinite e/ou o nariz estiver entupido, a situação vai piorar porque o ar inspirado só passa através da boca;
– Se ficar cansado, não deve parar subitamente mas sim diminuir o ritmo calmamente;
– Saber gerir o esforço em função de seu estado respiratório.

Concluindo, a criança com asma não deve deixar de praticar um desporto de que gosta. Se sentir dificuldade em respirar durante o exercício, deve falar com o seu médico para que este possa aconselhar exercícios e tratamentos preventivos. Com um treino adequado e com a doença controlada, a asma raramente é um obstáculo à prática de qualquer desporto, mesmo a nível competitivo e olímpico!

 

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.